Tabagismo passivo e asma

Tabagismo passivo e asma

É comprovado que o tabagismo passivo está relacionado com aumento dos sintomas da asma, o uso dos cuidados de saúde e até casos de morte em crianças expostas.

Recentemente foi publicado um estudo que realizou uma revisão sistemática e uma análise para relacionar a gravidade da asma e a utilização dos cuidados de saúde em crianças expostas ao tabagismo passivo.

Foram incluídas os estudos publicados envolvendo crianças que conviviam com fumantes em seu domicílio com objetivo de avaliar a associação com a gravidade da asma nessas crianças

Ao final, ficou comprovado que crianças asmáticas que convivem com tabagismo apresentavam duas vezes mais chance de gravidade, maior número de consultas no pronto socorro, aumento de internações, bem como provas de função pulmonar alteradas; comparadas com crianças portadoras de asma mas sem exposição ao tabagismo passivo.

A asma é uma das doenças crônicas mais comuns da infância, podendo comprometer o desenvolvimento infantil quando não é controlada com tratamento adequado.

O tratamento da asma inclui uso de remédios, mas necessita também de cuidados ambientais associados para que obtenha sucesso.

A conclusão do estudo é muito importante para comprovação do prejuízo e para conscientização da proibição do fumo nos domicílios de crianças asmáticas.

 

Fonte- Blog Da Alergia


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *